Seguidores

Capitulos

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Capítulo 45


Depois de a começar a beijar já uma blusa tinha saltado pelos ares a do Zac, que com ajuda de Vanessa saio bem rápido. Os beijos já tinha passado, todas as barreiras, línguas se cruzavam e o desejo também. Zac não saio de cima de Vanessa, pelo contrario, agarrava os beijos dele, e tentava engolir os gemidos que queriam sair, mas não podia não fosse alguém ouvir. Mas num momento repentino, ele parou de a beijar olhando serio para ela, algo que assustou.
Vanessa: Que foi?
Zac: Estás em condições de estás a ver? – Ela, rio e ele a olhou sério, mais ainda do que estava. – Do que te ris, não tem piada, eu não te quero magoar, não outra vez…- Ela o calou tapando lhe a boca.
Vanessa: Tu nunca me magoaste, o que o meu pai disse é insano, o que nós vivemos foram aventuras para mim, e não á por nada que te sentires culpado… e se queres saber sim uma coisa de mal me pode acontecer, mas só se não me beijares imediatamente. – Ela destapando-lhe a boca, podendo ver que ele sorria. – Amo te.
Zac: Eu também, tanto. – A voltou a beijar, mas ela o afastou.
Vanessa: Espera, faltam duas coisas. – Ela o empurrou para o lado, indo até á porta, para a trancar.
Zac: Boa ideia, não queremos que ninguém nós veja assim… - Ela antes de ir para acama pegou numa caixa atirando lha para cima. – Protecção em primeiro lugar. – Falou olhando para a caixa.
Vanessa: Pois não se vá saber o que fizes-te com a Hillary. – Subiu para cima da cama, ficando de joelhos entre as pernas dele, que já agarrava.
Zac: Eu e a Hillary não fizemos nada. – Despiu lhe a blusa.
Vanessa: Mas ela bem que se atirou a ti…
Zac: Pois, mas o meu coração só te pertence a ti…- Abraçou fazendo a cair em cima dele.
Vanessa: Vamos parar de falar sobre isso.- Disse relembrado que foi naquela cama que Zac a viu com William.
Zac: A mim também me parece bem. – Trocou de lugar com ela ficado mais uma vez por cima, começou a beijá-la. – Que foi? – Perguntou ao perceber que ela não o estava a beijar com vontade.
Vanessa: Nada, só fiz contas e me lembre que daqui a uma semana…
Zac: Eu sei, vai um para cada lado, é por isso mesmo…- Ele desceu até á cintura dela. – Que quero aproveitar cada, dia. – Beijou desabotoado o botão das calças. – Cada hora. – Beijou por cima do seu umbigo, e ela só sorrio, gostou do jogo que ele estava a fazer. – Cada minuto. – Beijou cada seio que estava coberto pelo sutiã. – Cada segundo. – Beijou o seu pescoço indo até á orelha para dar uma pequena dentada. – Contigo. – Finalmente lhe beijou os lábios, os lábios que ele sonhava, todas as noite e que desejava com a alma. E ela não era diferente, os beijos dele era tudo, era como estar no paraíso, embora não conhece se o paraíso, acreditava ser tão bom como os beijos de amor do amado. Com tanto amor e desejo, começaram por fazer amor, mas algo que não terminou como eles queriam já que foram interrompidos.
Greg: Vanessa, filha? – Zac parou de beijar Vanessa e olhou para ela assustado.
Vanessa: Sim, pai.
Greg: Está tudo, bem, ouvi te fazer uns barulhos. – Zac saio de cima da Vanessa, e agora era ela que olhava para ele que desculpa inventaria.
Vanessa: Sim, pai, está tudo bem maravilhoso até…- Está ultima parte disse sorrindo para Zac. - Eu apenas estava a cantarolar.
Greg: Estavas a cantar?
Vanessa: Sim, mas baixinho.
Greg: Também, o jantar está pronto.
Vanessa: Ok, eu vou só tomar um banho rápido e já deixo.
Greg: Não demores. – Eles se calaram não disseram nada até deixarem de ouvir os passos no corredor.
Zac: Ufa. – Disse caindo na cama, Vanessa caio sobre ele.
Vanessa: Adoro estar contigo, mas…
Zac: Eu sei, é melhor ir indo. – Ele saio da cama vestido se enquanto ela o olhava.
Vanessa: Como vais sair?
Zac: Pela janela, já o fiz uma vez lembraste?
Vanessa: Sim, mas não sei, podes te magoar. – Levantou se enrolado se num dos lençóis.
Zac: Não te preocupes. – Abriu a janela, mas antes de sair a beijou. – Vemo-nos amanhã?
Vanessa: Claro, e não te preocupes quanto ao meu pai, eu trato dele.
Zac: Ok. – A beijou mais uma vez e depois saltou pela janela, chegando lá a baixo mandou lhe um beijo.
Stella: Vanessa? – Chamou, e Vanessa apressadamente fechou a janela indo abrir a porta. – Bem só de lenço?
Vanessa: Tens muita coisa a explicar me minha menina.
Stella: Como por exemplo?
Vanessa: Por exemplo essa intimidade entre ti e o meu namorado, ou pensas que eu não sei que tens dedo nisto.
Stella: Nisto o que?
Vanessa: Não te faças de desentendida.
Stella: Eu não estou a fazer nada, tu é que estás louca, olha vai tomar mas é um banho rápido, o pai já esta cansado de esperar. – Foi a última coisa que disse antes de descer as escadas. Vanessa não percebeu, porque ela não a demitia, mas agora não importava, ela tinha que ir tomar banho antes que o seu pai desconfiasse.
Depois de um banho rápido desceu as escadas super contente.
Greg: Que alegria. – Sorrio a vê-la com aquela felicidade toda assentar se na mesa.
Vanessa: Pois, está felicidade tem uma razão. – Olhou, um pouco mais seria para o pai.
Greg: Que é?
Vanessa: Eu e o Zac estamos juntos novamente.
*****
Obrigada pelos comentário e a quem carrega nos peqeunos quadrados, e desculpem as cenas de amor, serem um pouco DAH, mas eu tenho vergonha de as escrever embora saiba que não me conhecem tenho vergonhas, mas acho que ficam mais ou menos que acham... do capítulo todo?

4 comentários:

  1. Cap perfeito
    Uiii o clima esquentou
    E denovo o Greg tinha q estragar o momento
    Bjss Posta logo.

    ResponderEliminar
  2. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    Amei amei amei o cap!
    Perfeito!
    Posta logo
    Bjos amorê

    ResponderEliminar
  3. own que perfect!
    mais o pai dela tem que acabar
    com o momento como sempre ne?
    ameeei posta logo bjss

    ResponderEliminar