Seguidores

Capitulos

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Capitulo 20

Kim: Sim, é ai mesmo. - Falava para os homens que entravam pela casa com tudo que Zac tinha pedido para a festa.
Zac: Está a ficar perfeito. - Ficou do lado de Kim, vendo como a sua casa ganhava outro aspecto.
Kim: Acho que esta casa nunca teve tanta luz. - Passou levemente a mão pelo rosto de Zac que sorriu concordado.
Zac: É ...  - Aproximou-se da janela olhando a carrinha parada á sua porta. - Mas agora essa luz não vai mais se apagar.
Kim: Já contratei as pessoas para a festa.
Zac: Um empresa? - Kim apenas balançou a cabeça afirmativamente. - Estás convidada para festa sabes disso, e não como minha governanta.
Kim: Meu querido sabes que eu nunca gostei de misturar as coisas.
Zac. É importante para mim. - Ficou diante dela, sabendo que ela não concordava com os seus planos.
Kim: Não sei, e tenho um jantar com Eric e a filha mais nova.
Zac. Fico feliz por se estarem a dar bem. -Sorriu de lado lamentando que ela não quisesse estar presente no que ele achava ser o seu dia de glória.
Kim. Sim as pessoas as vezes nos surpreendem, nunca pensei em ser o suficiente para ele... - Pausou encarando o jovem diante de si. - Mas sou e percebi isso quando comecei a gostar mais de mim, quando percebi que tenho valor e que á que deixar o passado para trás...
Zac: Somos casos diferentes. - Interrompeu ao perceber as intenções dela.
Kim: Eu conheço-te ou pelo menos achava que sim, aquele rapaz meigo ...
Zac: Assustado e destruído era isso que eu era; apenas isso. - Gritou mesmo sem querer mas apenas sentia uma estranha fúria.
Kim: Apenas isso? Faça o que fizer na minha opinião vingança nunca será uma boa resposta, para mais quando á uma criança no meio dessa historia, o seu filho. - Pela milésima vez o tentava chamar á razão.
Zac: Não o estou aqui para o magoar muito pelo contrário...
Kim: Queres magoar a mãe dele. - Foi a vez dela aumentar seu tom de voz, era apenas uma governara ela sabia disso, mas conhecia Zaz á demasiado tempo para o ver errar daquela maneira e ficar calada no seu canto.
Zac: Apenas ....
Chace: Estás aqui. - Apareceu parecendo não conseguir passar por algumas caixas.
Kim: Eu vou ver quando o jantar fica pronto. - Avisou saindo.
Chace: Interrompi algo? - Finalmente chegou ate Zac aquela sala estava uma confusão.
Zac: Não, vieste ver a minha pele? - Deu alguns passos para trás ao perceber que estava á demasiado tempo perto da janela recebendo a luz do sol bem no seu rosto.
Chace: Para de estar obcecado com a tua cara. - Pediu olhando em redor coçou a cabeça, havia ali demasiadas a caminhar de um lado para o outro.
Zac: Um pouco difícil. - Fez sinal com cabeça e Chace o seguiu até ao escritório onde estava apenas os dois.
Chace: Correu tudo bem a prova está á vista, com estes meses que se passaram, estás á espera que a tua face derreta?- Não deixou Zac ligar a luz, aquela casa estava demasiado iluminada e ele demasiado cansado.
Zac: Não gostei da piada. - Falou grosseiramente, anos e anos a sofrer por ter o rosto defeituoso, não saindo a lado nenhum porque cada vez que o fazia alguém o encarava de um modo estranho.
Chace: Não era uma.
Zac: Andas desaparecido. - Argumentou parecia que procurava uma discussão. 
Chace: Sabes como é ... - Deu de ombros sabendo que não estava tão presente. - A Ashley e eu, apenas ...
Zac: Vão me dar outro sobrinho.
Chace: Não nada disso, apenas quero estar com ela. - Foi sincero amava o irmão mas precisava de uma vida para ele mesmo.
Zac: E isso proíbe-te de estar com o teu irmão. - Criticou, e Chace lembrou-se do grande motivo por ele não passar mais tanto tempo por ali.
Chace: Nada disso, apenas é complicado porque quando estou contigo... - Sentiu uma leve dor de cabeça, Zac ainda lhe ofereceu seu café, mas Chace preferiu pegar no copo com Wiskey. - Eu tenho que lhe mentir e não gosto disso.
Zac: Nem penses em saltar do barco agora. - Levou a sua mão gentil ao ombro de Chace.
Chace: Não disse que o ia fazer. - Deu um gole na bebida perfeita para ocasião, apesar de ser tão cedo.
Zac: Amas-a? - Questionou com uma expressão tão seria que Chace teve medo de responder.
Chace: Isso importa dês de quando?
Zac: Apenas responde-me. - Pediu num suspiro sabendo a resposta.
Chace: Sim, eu a amo, estava preso nesse mundo obscuro e ela me salvou. - Respondeu quase sem voz, não sabendo como Zac apenas podia reagir.
Zac: Ok.
Chace: Ok? - Não acreditava que essas eram as únicas palavras que ele tinha sobre seu relacionamento.
Zac: Não posso dizer mais nada. - Se olharam por um momento em silencio.
Chace: Sei que envias-te os convites.
Zac: Sabias que ia fazer essa festa. - Parecia que todos estavam contra os seus planos.
Chace: Pensava que a loucura já te tinha passado.
Zac: Não é loucura, apenas dizes isso porque ... - Engoliu seco criando mais uma vez um clima estanho entre eles.
Chace: Podes dizer, vou perde-la. - Ele sabia que ela apenas se iria embora, quando descobrisse tudo e ele amava-a tanto mas não sabia o que fazer.
Zac: Não te quero fazer escolher entre nós; eu preciso de ir tomar um banho depois dessa corrida matinal meu cheiro não é o maus agradável. - Avisou deixando Chace a sós.
Chace: Certo. - Não sabia como lidar com todo o egoísmo de Zac, mas não lhe queria apenas virar as costas, sua cabeça parecia ir explodir.
»»»»
Vanessa: Achas que ele vai gostar quem ambos o vaia-mos buscar á escola? - Caminhava de mãos dadas com Alex.
Alex: Ele odeia quando discutimos, então sim, acho que ele vai ficar feliz.
Vanessa: Não queria que ele percebe-se quando estamos mal. - A discussões tinham abrandado mas quando voltava batiam sempre no mesmo ponto.
Alex: Já estivemos pior. - Quis desvalorizar a situação.
Vanessa: Sim, suponho que sim.
Alex: Pelo menos até á Páscoa as coisas estavam maravilhosas...
Vanessa: Eu mudei por ciumes ok; traíste-me com uma das tuas alunas e sinto-me melhor quando não estás a dar aulas. - Soltou a mão da dele caminhando a sua frente.
Alex: Mas é por todas ou só por ela? 
Vanessa: Apenas por ela; afinal no meio de tantas maravilhosas jovens essa tinha de especial? - Olhou para trás esperando que ele se aproxima-se.
Alex: Eu nunca amei. - Vanessa não sabia se isso era o que ela queria ouvir,
Vanessa: Nem quando ela gemia o teu nome? - Questionou com ciumes e sarcasmo.
Alex: Achas que amava?
Vanessa: Sou psicóloga lido com muitos casos de desgosto de amor, traição ... - Deu de ombros. - Mas quando olho para a minha situação não consigo a lógica, mas também acho que não é irracional acreditar que foste procurar na rua o que não tinhas em casa.
Alex: Já falamos sobre isso, tu completas-me e eu vou pedir transferência. - Pegou nos ombros dela fazendo-a ficar parada diante de si.
Vanessa: Não, sempre quiseste dar aulas naquela universidade é o teu sonho.
Alex: Vanessa tu és o meu sonho. - Pegou o rosto dela, e a beijou com a mesma paixão que tinham no seu primeiro encontro.

Alex: O meu telemóvel, desculpa...- Avisou separando-se dela sentido algo vibrar no bolso.-   "Sim, como estás?" é a Ashley, " A Vanessa está aqui ao meu lado, vou passar", para ti.
Vanessa: "Porque estas a ligar ao meu marido? O meu telemóvel ... - Procurou dentro da bolsa. - Está desligado; sim vamos jantar juntos como marcado,tchau " Apenas queria saber se o jantar estava de pé; o que se passa? - Via que havia algo mais na mão dele.
Alex: Esqueci-me completo que tinha chegado está carta para ti guardei no bolso de casaco e lá ficou. - Entregou-lhe o envelope negro e dourado com um símbolo que ela já achava ter visto.
Vanessa: Um convite para uma festa de máscaras é de Fred. - Explicou para Alex depois de ler.
Alex: O paciente que te mandou embora a meio?
Vanessa: Bem não podes obrigar ninguém a ter acompanhamento psicológico, mas a cirurgia deve ter corrido bem porque ele se escondia nas sobras e duas pessoas eram uma multidão para ele, com uma festa isso muda tudo. - Olhou mais uma vez aquela carta e para ela a situação não tinha sentido, nem percebia porque ela fazia parte da lista de convidados.
Alex: Mas é de mascaras faz uma pequena diferença ele ainda não que mostrar a cara. 
Vanessa: É...- Disse apenas ao ouvir o óbvio.
Alex: Vamos ir?
Vanessa: Prefiro a nossa casa tu eu o nosso pipocas e um bom filme. - Mostrou a pouca vontade que tinha de ir.
Alex: Sim, sempre podemos fazer isso, mas ainda tens tempo para pensar.
Vanessa: Não sei se quero saber mais sobre esse Alex. - Passou pela lixo e ainda pensou em aventar o convite mas achou melhor deixa-lo guardado por casa.
****
Megan: No mundo da lua; ou devo dizer da Vanessa? 

Matt: Não estava á tua espera. - Bufou sem paciência para Megan nem sabia que ela estaria em Itália.
Megan: Gosto de fazer surpresas. - Caminhou até Matt que estava diante do seu computador.
Matt: Muito inconvenientes digamos.
Megan: Apenas vim ver como está o meu preferido bicho do mato. - Passou a mão pela cabeça dele como se fosse uma criança.
Matt: Querendo estar sozinho. - Avisou mostrando que ela não era bem vinda.
Megan: O teu tio procura-te. 
Matt: Podes dizer a David para me deixar em paz.
Megan: Ele apenas se preocupa contigo, afinal á quantos dias deixas-te a ala psiquiátrica? - Sorriu como se estivesse a zoar com a cara dele.
Matt: O que te importa? - Batia impacientemente os dedos na mesa.
Megan: Não tomas a medicação, pois não? - Bruscamente ele se levantou e abriu-lhe a porta.
Matt: Desaparece. - Mandou.
Megan: A Vanessa sabe que uma das tuas casas tem uma janela com uma boa visão para a casa dela? 
Matt: Apenas apareces para ser chata? - Não queria mas ela sempre sabia demais e tinha que a deixar ficar.
Megan: Não me trates assim, eu tenho uma boa ideia e tu vais gostar.
Matt: E o que é? - Questionou com pouco interesse.
Megan: Zac vai dar uma festa de máscaras.
Matt: Porque de máscaras se ele já esta com o seu rostinho perfeito? - Megan sorriu ao ver que ele estava sempre bem informado sobre o que queria, ou quase sempre.
Megan: Porque ele convidou a Vanessa, e ela não sabe quem ele é de verdade. - Megan apenas sabia dos pormenores de "Fred" porque Matt lhe contou, com a dimensão da sua obsessão ele apenas parecia conseguir saber tudo deles, descobriu onde Vanessa vivia mesmo estando anos sem a ver, nem ouvir falar dela, mas fez toda uma pesquisa dedicada a ela.
Matt: Onde queres chegar com essa historia?
Megan: Queres estar mais perto dela não queres?  - Questionou sussurrando no ouvido dele.
Matt: Não posso...
Megan: Máscaras, máscaras. 
Matt: Máscaras, máscaras? -
Megan: És mais burro do que pensava ...meu marido tem os convite ele trabalha com uma das emprestas de Zac, ele não pode ir; estaremos rodeado de pessoas ninguém vai saber quem somos, e com as máscaras; o que me dizes?
****
Ryan: Não podes fazer isso. - Andava atrás de Maika enquanto ela tentava arrumar o que vestir.
Maika: Quem és tu para dizer o que eu posso ou não posso fazer?
Ryan: A tua mãe ficou preocupada. - A pegou pelo braço fazendo-a parar.
Maika: Á mais de meia hora que andas atrás de mim. - Soltou-se empurrando-o.
Ryan: Apenas te quero explicar as consequências das tuas atitudes.
Maika: Não queiras me enganar... - Olhou seu braço vermelho. -Continuas apaixonado por mim, aquela loirinha não ajudou em nada.
Ryan: Não fales assim dela. - Apontou o dedo no rosto dela.
Maika: Eu andei fora porque procurei por Universidades, sei chocante para ti mas como vês não estava a fazer nada de errado. - Atirou-lhe os cartões das Universidades para cima.
Ryan: Não acredito nisso. - Ignorou o que ela disse, não via Maika a querer estudar mais.
Maika: Não importa no que acreditas a tua opinião para mim é igual a nada.
Maika: Não passas de um menino parvo bipolar vê se me deixas em paz seu anormal. - Deu lhe costas não querendo-o ouvir mais nada vinda dele.
»»»»
Ashley: De certeza que não queres vir? - Olhou para o céu a noite estava perfeita, uma leve brisa mas não estava frio.
Chace: Não tenho trabalho para fazer. - Bateu com a mão na mala onde tinha as pastas.
Ashley: Ok ... - Caminhou com ele do seu lado, tinham indo a um parque de diversões, Chace tinha a capacidade de a surpreender. - Sabes essa festa que o teu amigo vai dar?
Chace: Sim... - Puxou pela voz, não era o melhor a mentir. - O que tem?
Ashley: Nada apenas queria saber se tu sabias. - Olhou aqueles olhos azuis e sentiu-se magoada e ao mesmo tempo esperava estar errada sobre quem pensava que esse Fred era.
Chace: Obrigado por vires comer um gelado(sorvete) comigo. 
Ashley: Comi a sobremesa primeiro mas acho que Vanessa não se vai importar.
Chace: Estás a pensar voltar para o teu pais? - Pararam onde tinham deixado seus carros.
Ashley: Eu faço moda, Itália é como ...- Sorriu mostrando a felicidade por ali estar dês de que chegou novas oportunidades tinham aparecido. - Não sei algo bem grande para mim, é difícil competir mas o que quero dizer é que não, não estou a pensar ir a lado nenhum.
Chace: Isso é uma boa noticia porque queria te dar isto. - Levantou a mão fechada para ela, e quando a virou abrindo-a ela pode ver o que tanto tempo ele remexeu em seu bolso todo aquele tempo.
Ashley: Uma chave? - Ele lhe a entregou.
Chace. É do meu apartamento pode ir lá sempre que quiseres; estou a ir muito rápido?
Ashley: Contigo não conheço o tempo. - Mostrou-lhe que ficou feliz com acção colocando a chave juntas ás suas.
Chace: Eu gosto amo...-Tossiu fazendo-a rir. - Sabes gosto muito de ti.
Ashley: Também gosto de ti. - Pegou o rosto dele beijando-o e podia ficar ali com ele o resto da noite se não tivesse onde ir.
Chace: Não estás mesmo indo a nenhum lado? - A puxou pela mão antes que ela se afasta-se por completo.
Ashley: Meus planos é ficar aqui ao teu lado e do Michael; agora tenho que ir senão eles me matam.
Chace: Ashley? - Chamou, querendo apenas parar de mentir ele apenas não podia deixa-la; deixa-la ir da sua vida.
Ashley: Diz. - Ele mordeu o lábio colocava Ashley e Zac numa balança, mas nenhum ganhava.
Chace: Não é nada.
»»»»
Maika: Eu não devia fazer isto. - Saio de cima do corpo despido de Zac.
Zac: Porque? - Deu a volta ficando em cima dela.
Maika: Porque vou para a cama contigo, mas...
Zac: Mas? - A interrompeu arrepiando-a com os beijos que lhe dava por todo o pescoço.
Maika: Se alguém nos apanhasse, tu ias fazer o mesmo do que da última vez, ias dizer estava a mentir. - Ficou deitando do lado dela encarando-a.
Zac: Eu sei que fui um idiota, e não vou repetir, mas prefiro que a nossa situação fique entre nós.
Maika: E que situação é essa? - Perguntou não percebendo o que eles estavam a fazer ao certo, quando ela voltou para brigar com ele por a ter desmentindo ele apenas a beijou a levou contra uma parede e tinha tido relações onde qualquer um os podia ter visto.
Zac. Apenas sexo, eu gosto, tu gostas ambos saímos a ganhar. 
Maika: Quem é? - Sussurrou depois de baterem na porta.
Zac: Vou me vestir fica aqui. - Pegou as roupas do chão e se vestiu.
Zac: O que se passa? - Deu de caras com Kim.
Kim: Estás ai com alguém? - Quase que espreitou mas Zac não deixou.
Zac: Não estava apenas a descansar um pouco. - Bocejou, mas Kim não acreditou.
Kim: O jantar está pronto e Chace está ai.
Zac: O meu irmão? - Estranhou ele não tinha-lhe dito que voltava.
Kim: Conheces outro?
Zac: Não, apenas não estava á espera de...
Kim: Ser apanhado com as calças na mão. - O olhar dela parecia atravessa-lo.
Zac: O que? 
Kim: Uma maneira de dizer, mas vai lavar as mãos ele trouxe o teu sobrinho o criticas tanto por ultimamente não estar contigo.
Zac: Sim eu sei, Chace é um grande irmão.
Kim: O melhor. 
»»»»»»««««««
Muito agradecida fico a quem lê comenta e segue; obrigada =)

3 comentários:

  1. Senti saudades da sua fic, mas mas olhava todos os dias em busca de um novo capítulo. Eu não acredito que o Zac vai ficar com a Maika, e nem que a Vanessa aceitou o Alex de volta. Posta mais logo, nao demore. Rs bjoss

    ResponderEliminar
  2. Oiiu, leitora nova! Ameeei suas fics, continua pfvr. Prometo comentar em todas a partir de agora ♡

    ResponderEliminar
  3. Continua por favorr. A sua fic é incrível!!

    ResponderEliminar